top of page
  • Centro Brasileiro Inovação e Sustentabilidade

Cafeteria vietmanita inova com café em bambu


Fonte: VnExpress/Quynh Tran

Em uma era onde a inovação define o ritmo do progresso, uma pequena cafeteria no Vietnã está provando que ideias criativas podem moldar um futuro mais sustentável. O café bambu de Saigon, como é conhecido, tornou-se um sucesso instantâneo, atraindo centenas de clientes com sua proposta eco-friendly: servir café em colmos de bambu.


O proprietário da Cà Phê Ong, Nguyen Huynh, de 27 anos, combinou sua experiência em arquitetura com o empreendedorismo sustentável. Seu negócio, vende cerca de 200 colmos de café por dia, não é apenas uma cafeteria, mas um símbolo de mudança positiva. "A loja diz não ao plástico", explica Huynh. "Os clientes saboreiam suas bebidas em tubos de bambu, acompanhados de um canudo do mesmo material e uma colher de pau."


Antes de se tornar um empresário, Huynh frequentemente usava bambu para armazenar alimentos e bebidas durante acampamentos. Sua transição para o negócio do café foi impulsionada pelo desejo de criar algo único e ambientalmente responsável. O desafio incluiu a busca por fornecedores de bambu que atendessem às suas especificações precisas de tamanho.


A rotina na cafeteria é intensa. Mais de 1.000 colmos são encomendados semanalmente, e mais de 150 são processados diariamente. Cada colmo é lavado três vezes antes de ser usado, um processo que leva quase duas horas diárias, significativamente mais tempo do que uma cafeteria convencional.


Mas o esforço vale a pena. O café servido no bambu não apenas chama a atenção pela estética, mas também pelo aroma acentuado. O bambu, além de ser um recipiente, torna-se uma experiência sensorial, reforçando a conexão do cliente com a natureza. A cafeteria também oferece uma variedade de bebidas, incluindo leite de abacaxi, com preços variando entre US$ 1,07 a US$ 1,32, incluindo o colmo de bambu, que os clientes podem levar para casa.





Para aqueles que optam por não levar o colmo, a cafeteria oferece um sistema de reutilização,visto que a legislação permite a reutilização, incentivando os clientes a devolverem os colmos em troca de bebidas gratuitas. Esta prática não apenas promove a sustentabilidade, mas também ajuda a gerenciar os custos do bambu, que é relativamente caro, segundo Huynh.


O sucesso da iniciativa de Huynh é evidente. Em dias movimentados, os clientes podem esperar cerca de 10 minutos para serem atendidos, e ocasionalmente, a loja fecha mais cedo após esgotar seu estoque de bambu. Este caso é um exemplo inspirador de como a inovação pode ser canalizada para promover não apenas o crescimento dos negócios, mas também para fomentar práticas sustentáveis, desafiando a norma e inspirando uma comunidade a repensar suas escolhas diárias.


O Centro de Empreendedorismo e Inovação Sustentável (CEBIS) é uma organização não governamental sem fins lucrativos comprometida com o apoio e fomento a iniciativas que combinam inovação e empreendedorismo, visando não apenas o sucesso comercial, mas também a sustentabilidade ambiental e social. O CEBIS reconhece a importância de inovações disruptivas e modelos de negócios empreendedores no cenário atual, e oferece recursos e orientações para as empresas que buscando soluções sustentáveis. Através de suas atividades, o CEBIS visa impulsionar um ecossistema empreendedor que esteja alinhado com a agenda ESG e dos objetivos de desenvolvimento sustentável, incentivando assim uma nova geração de empreendedores a construir um futuro mais verde e responsável com bambu.




Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page